domingo, 1 de dezembro de 2013

Indicação de literatura (A Bíblia Sagrada)

   A Bíblia Sagrada (para os maçons: o Livro da Lei) é a principal coleção de textos sagrados do Cristianismo. Essa coleção está dividida em duas partes: o Antigo Testamento (Bíblia Hebraica, Escrituras Hebraicas ou Antiga Aliança) e o Novo Testamento (Nova Aliança).

As Escrituras Hebraicas eram inicialmente confeccionadas pelos escribas
em rolos de pergaminhos feitos com peles de animais.
   O Antigo Testamento, que foi escrito em hebraico e aramaico, é o conjunto de livros bíblicos anteriores aos Evangelhos. Refere-se, em grande parte, à história, à filosofia e à cultura do antigo povo de Israel, cuja saga tem início com o seu primeiro filho (Adão).
   O Novo Testamento, que foi todo escrito em grego, é o conjunto do livros bíblicos posteriores à morte de Jesus Cristo e está dirigido exclusivamente aos cristãos.
   O Novo Testamento tem como temática central a pessoa Jesus Cristo, suas doutrinas e as histórias sobre sua vida (Evangelhos).
Didaticamente, o livros bíblicos podem ser organizados da seguinte forma.
   Quando, no ano 70 da Era Cristã, os hebreus foram expulsos  de seu territórios pelos romanos e espalhados para várias regiões da Ásia e da Europa (Segunda Diáspora Judaica), viram a necessidade de traduzirem o Antigo Testamento para a língua universal daquela época: o grego. Nessa tradução foram acrescentados alguns livros ao Antigo Testamento que não constavam na Bíblia Hebraica (Livros Deuterocanônicos). Essa é a única diferença entre a Bíblia Católica (com os acréscimos) e a Bíblia Protestante (sem os acréscimos), pois o Novo Testamento é igual nas versões católica e protestante do Livro da Lei.
   A leitura do Livro da Lei, especialmente as Escrituras Hebraicas, possibilita ao maçom entender o conteúdo das doutrinas dos Graus Simbólicos (do Grau 1 ao Grau 3), dos Graus Inefáveis (do Grau 4 ao Grau 14), dos Graus Capitulares (do Grau 15 ao Grau 18) e dos Graus Filosóficos (do Grau 19 ao Grau 30).
  Analisar o Antigo Testamento permitirá, entre outros aspectos, facilitar o entendimento sobre:
- a construção e a organização dos trabalhos no Templo do Rei Salomão, em Jerusalém (Graus Simbólicos e Graus Inefáveis);
- a organização, o funcionamento e a decoração do Tabernáculo Hebreu (Graus Inefáveis);
- as relações do povo hebreu com Nabudonozor e com Ciro, rei da Pérsia (Graus Capitulares e Graus Filosóficos);
- a organização jurídica e militar do povo hebreu (Graus Inefáveis).
- a vinda da Jerusalém Celestial (Graus Filosóficos).
O cativeiro hebreu, Hiram Abbiff, o Templo de Salomão,  a Jerusalém Celestial e o Tabernáculo são elementos bíblicos estudados no Rito Escocês Antigo e Aceito.
   Click no link abaixo e assista um documentário da BBC sobre a História da Bíblia:

3 comentários:

  1. Para maiores esclarecimentos aumentar a visão da maçonaria nos irmãos, fugindo das palavras negativas em loja dos irmãos, por falta de esclarecimento, aqui segue a verdadeira instrução, que servirá de alimento para nosso espírito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela participação, meu Irmão.
      Receba nosso tríplice abraço.

      Excluir
  2. Comandante-em-Chefe Ir. Sacramento. Consistório, Nº 1 .
    Muito interessante e ao mesmo tempo didático. Ocorre que enquanto os Católicos Romanos eram proibidos de ler a Bíblia (Antigo e Novo Testamento), durante o período da Idade Média, sendo portanto um livro, apenas, para uso Litúrgico e de Estudo, dos que seguiam o Sacerdócio, na Alemanha, Martin Luther se insurgiu contra a venda das indulgências e escapou da longa mano da Igreja, pois foi protegido por Príncipes Teutônicos, pois a Germânia era fracionada entre Principados, sem uma unidade alemã. Martin Luther então introduziu o Canto Chão para a língua Alemã, pois antes eram cantados em Latim ou Gregoriano e traduziu a Bíblia do Latim para o Alemão, possibilitando que todos os germânicos tivessem acesso a leitura sagrada. Isso foi mais um dos motivos que o levaram a excomunhão, tendo ele criado o Luteranismo, que ainda hoje, possui em todo o Mundo Ocidental, as Igrejas Luteranas, a primeira considerada protestantismo. Esse gesto do canto e da tradução da Bíblia, desencadeou uma unidade alemã e depois com o passar dos Séculos, o Marechal Birmarck consolidou a Unidade Alemã criando o País que todos conhecemos por Alemanha. Foi depois criado o 1º Reich, com o Imperador Wilhem I . Estava assim criado o Protestantismo, movimento em oposição ao Catolicismo, Henrique VIII da Inglaterra, também, por causa de seus casamentos, um pouco antes, rompeu com a Igreja Católica Romana, criando o Anglicanismo, ou a religião Anglicana, em oposição a Igreja, mas os efeitos não foram tão devastadores como o de Martin Luther. Passando para o Séc.XXI , existe todo um movimento da laicismo, inclusive, que faz com que os pais deixem que os seus filhos escolham suas religiões ao obterem idade mais avançada do que uma criança. Ocorre que, jamais, esses jovens escolherão uma religião se tornando, totalmente, descrentes da Fé ! Tal fato, motiva essa completa rebeldia dos jovens, totalmente libertos e sem freios. As famílias, só resta lamentar muitas mortes prematuras e o choro abafado na beira das sepulturas. Tal fato repercutiu muito nas Famílias e, assim, houve um grande esvaziamento do Catolicismo Romano, ainda mais, com o Concílio Vaticano II, quando a Igreja a título de arejar suas naves, em 1962, expulsou os velhos fiéis e os jovens entraram com sua guitarras e baterias, criando um período de balbúrdia dentro das Igrejas e afastando inúmero contingentes de fiés. Praticamente, foi o fim dos Irmãos Marianos e da Filhas de Maria, movimentos gigantescos de Católicos de longa data. È evidente que tais fiéis foram para as Igrejas Evangélicas, principalmente, as Luteranas, Anglicanas, Batista, Presbiterianas, naquela época e, também, muitos foram para a Doutrina Espírita, compilada por Allan Kardec. Muito mais tarde, as Igreja Pentecostais vieram chegando, sendo a mais antiga a Assembléia de Deus e a Congregação Evangélica do Brasil, depois vieram muitas e a maior e mais polêmica, foi a Igreja Universal criada pelo polêmico Bispo Macedo, mas que mantém um grande contingente de fiéis de fazendo um trabalho em todas as áreas, inclusive, no que tange a Política partidária. Assim, pois, vejo com muito bons olhos esses esclarecimentos sobre a Biblia, pois na Maçonaria a grande maioria dos nossos Irmãos, nada conhecem além dos Versículos dos Três Primeiros Graus Simbólicos.
    Grande Inspetor Geral, Ir. Sangenis, Portador da Comenda do Mérito Montezuma e Membro Efetivo do Consistório, nº 1 desde 1994, reconduzido pela legislação em vigor.

    ResponderExcluir

A ADMINISTRAÇÃO DO CONSISTÓRIO Nº 1 AGRADECE A SUA PARTICIPAÇÃO.