domingo, 11 de janeiro de 2015

Os símbolos do Grau 31 e seus significados (Parte 2)

    Dando continuidade ao estudo dos símbolos do Grau 31 (Grande Inspetor Inquisidor Comendador) do Rito Escocês Antigo e Aceito.
Link para => Parte 1 deste estudo

A estátua de Têmis

    Oriunda da mitologia grega, a deusa Têmis simboliza a presença da Justiça no Soberano Tribunal (Tribunal da Santa Veheme).
A deusa Têmis é representada com
um dos pés depositado sobre a "frágil lei do homens".
   Na representação tradicional de Têmis, vemos a deusa vendada e armada com a espada em uma das mãos e com a balança na outra, símbolos do julgamento e da aplicação da sentença.
Link para estudo sobre a => deusa Têmis


O Tribunal de Osíris

    Oriundo da tradição egípcia, o Tribunal comandado pelo deus Osíris  é o símbolo do julgamento dos atos humanos após a morte.
Link para estudo sobre o => Tribunal de Osíris
   Durante o julgamento no Tribunal de Osíris, o coração do morto, onde se acreditava estarem guardados sua consciência e seus sentimentos, é colocado num dos pratos de uma balança e, no outro, uma pena da deusa da Verdade (deusa Maat).
   Conforme a antiga religião egípcia, o Tribunal de Osíris era composto de quarenta e dois deuses-juízes. Após o morto confessar-se diante do Tribunal, seu coração era pesado e a sentença estabelecida pelo deus Osíris.
Tribunal de Osiris
Os 42 deuses do Tribunal de Osíris representavam tanto o
número de províncias egípcias (nomos), quanto o número de
confissões negativas que eram feitas pelo morto perante o Tribunal.
   O código de legal e moral utilizado no julgamento estava incluído no Livro dos Mortos, cujo texto é apresentado, em parte, no decálogo constante nos estudos do Grau 31.
Link para estudo sobre o => Livro dos Mortos
   O Tribunal de Osíris simboliza a Equidade, isto é, significa que a Justiça deve atingir a todos igualmente.

A tetráctys (ou tétrada)

   Oriunda dos ensinamentos do filósofo grego Pitágoras, a tetráctys simboliza o mundo físico. 
A teoria dos 4 elementos foi a
forma na qual Aristóteles buscou
explicar a formação do Universo.
 Na tetráctys estão representados os quatros elementos que, em algumas culturas da Antiguidade, eram considerados como os princípios primordiais, formadores de toda a matéria do Universo: água, ar, terra e fogo.
    Clique o link abaixo para uma uma explicação detalhada sobre a Teoria do Quatro Elementos desenvolvida por Aristóteles.
   Sob o ponto de vista da doutrina hebraica, a tetráctys simboliza os dez mandamentos recebidos por Moisés, durante o período do Êxodo e que serviram de alicerce para a formação da religião hebraica.
   Sob o aspecto da Cabala, a tetráctys simboliza a gênese mística de todo o Universo, através das manifestações primordiais: a mônada (ou Número 1), a dualidade (o Número 2), a tríade (o Número 3) e o quaternário (o Número 4).
pitágoras Grau 31
Cada linha da Tetráctys representa uma
manifestação primordial do Universo
.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

A ADMINISTRAÇÃO DO CONSISTÓRIO Nº 1 AGRADECE A SUA PARTICIPAÇÃO.