segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Falecimento do maçom MÁRIO AMAZONAS GUIMARÃES.

      Comunicamos o falecimento, no dia 10 de agosto de 2014, do maçom MÁRIO AMAZONAS GUIMARÃES, Grau 33 (Grande Inspetor Geral) do Rito Escocês Antigo e Aceito, pertencente ao quadro de obreiros do Grande Oriente do Brasil.

   MÁRIO AMAZONAS era filiado ao Mui Poderoso Consistório de Príncipes do Real Nº 1 e no dia 15 de julho de 2009, a convite do Comandante-em-Chefe, MILTON ANTÔNIO GRAÇA DO SACRAMENTO, realizou uma palestra nesse Alto Corpo com o tema: O Mundo Subterrâneo e a busca da Verdade.
   MÁRIO AMAZONAS, entre outras ordens às quais participava, era membro da Sociedade Brasileira de Eubiose (link para a => Sociedade Brasileira de Eubiose).

MÁRIO AMAZONAS GUIMARÃES, Grau 33
     A Administração do Consistório Nº 1 manifesta seu pesar junto aos amigos e familiares desse grande maçom, pertencente à Augusta e Respeitável Loja Simbólica Marquês de Herval Nº 1624 (link para a => Loja Marquês do Herval), e roga do Grande Arquiteto do Universo que o receba em glória e paz.
     O sepultamento de do maçom MÁRIO AMAZONAS GUIMARÃES está previsto para ocorrer às 10:00 horas, do dia 12 de agosto de 2014, no Cemitério de Inhaúma, no Rio de Janeiro - RJ.

3 comentários:

  1. Ir. Sangenis, IME 3678413 de agosto de 2014 23:58

    Comandante-em-Chefe, Ir. Sacramento. Consistório, Nº 1.
    Fiquei entristecido com a notícia do falecimento do Grande Inspetor Geral, Ir. MÁRIO AMAZONAS GUIMARÃES, pois tal acontecimento ocorre muito recente a perda de outro grande irmão, aqui lembrado, no Blog do Consistório, Nº 1 e que pertencia, também, a Sociedade Brasileira de Eubiose.
    A Maçonaria Brasileira, pelo que observo, nesses 34 anos, em que estou na Arte Real, tem reunido um grupo pequeno de grandes homens, que se dedicam ao estudo das questões da humanidade e do problema do Ser, através dessas Escolas Místicas e Esotéricas. Vale dizer, aos mais novos, recém chegados, que homens como o Ir. MÁRIO AMAZONAS GUIMARÃES foram buscadores desses conhecimentos trazendo à lume esses seus elevados estudos, com o risco de quem afrontava o Clero Romano, na década de 50, quando a Igreja Católica, ainda, poderosa, mantinha em vigor, o Código Canônico de 1917, com graves castigos e excomunhões. Pois bem, os Maçons, jamais se intimidaram e começaram a pertencer a essas Escolas, tais como: O Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento, a Fraternitas Rosicruciana Antiqua, a Sociedade Brasileira de Eubiose, a Ordem Rosacruz (Amorc) e a de Max Hendel, os Mantos Amarelos, a Sociedade Teosófica, as Sociedades Espiritas e os Templos Espiritualistas, inicialmente, de modo silencioso e discreto. Vale comentar que, naquela época, a Igreja punia severamente, esses que se aventuravam pelo conhecimento místico e esotérico, numa época de dogma de fé. As Editoras e Livrarias eram quase todas Católicas Romanas e os livros traziam a famosa chancela em Latim: Nihil obstat. Imprimatur. Ass. O Bispo Diocesano. Isto porque, havia o Index das Obras Proibidas pelo Santo Ofício. Enfim, homens como MÁRIO AMAZONAS GUIMARÃES viveram esse tempo que terminou após o Concílio Vaticano II. A Igreja de Roma sofreu uma grande modificação e alterou a posição do sacerdote no Altar, aboliu o latim, expulsou as Irmandades e introduziu as guitarras dos jovens e lacrou o velho Órgão e suas músicas sacras. Após algum tempo, as Igrejas Evangélicas estariam lotadas de ex-católicos e as denominações pentecostais tomaram as rádios e, hoje, as TVs, onde fazem suas campanhas milagrosas e lutam contra as religiões de origem africana e a nacional Umbanda, numa afronta ao Estado Laico e a Liberdade Religiosa. Por tudo isso e por ser, ainda, o Ir. MÁRIO AMAZONAS GUIMARÃES, um homem afável, estudioso, fraterno e assíduo, que desejo apresentar minhas Condolências à Família enlutada, mas com a convicção que nosso MÁRIO AMAZONAS GUIMARÃES, aprendeu a acender a sua lanterna para atravessar a grande sombra e encontrará, do outro lado, o Caminho, a Verdade e a Vida, com nosso Mestre Jesus de Nazaré, que nos revelou as Primícias do Reino de seu Pai, para nosso regresso à Verdadeira Vida.
    Grande Inspetor Geral, Ir. Sangenis, Portador da Comenda do Mérito Montezuma e Membro Efetivo do Consistório, Nº 1, desde 1994.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Irmão Sangenis, obrigado por este depoimento digno da história no nosso Irmão MÁRIO AMAZONAS GUIMARÃES.
      Receba nosso tríplice abraço.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

A ADMINISTRAÇÃO DO CONSISTÓRIO Nº 1 AGRADECE A SUA PARTICIPAÇÃO.