segunda-feira, 22 de junho de 2015

O profeta Daniel e o Rito Escocês Antigo e Aceito

     Nos ensinamentos do Grau 32 (Sublime Príncipe do Real Segredo) do Rito Escocês Antigo e Aceito, o profeta bíblico hebreu Daniel (ou Beltessazar) é um dos importantes personagens estudados.
     De acordo com a tradição bíblica, após Nabucodonozor II, rei dos babilônios, atacar e dominar a cidade de Jerusalém, o Templo de Salomão foi saqueado e destruído e os israelitas foram presos e levados como escravos para a Babilônia.
Os hebreus permaneceram aproximadamente
70 anos em cativeiro na Babilônia. 
    Durante o cativeiro dos hebreus, Daniel, juntamente com Ananias, Mizael e Azarias (ou, respectivamente, Beltessazar, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego) foram selecionados entre os aprisionados para trabalharem no palácio do rei Nabucodonozor II.
      No período em que trabalhou no palácio real, Daniel revelou-se um grande profeta e realizou a interpretação de dois importantes sonhos: o primeiro foi um sonho do rei Nabucodonozor II e o segundo, um sonho dele mesmo, Daniel.
O rei Nabucodonozor II narrou a Daniel que havia sonhado 
com uma enorme estátua, a qual era destruída por uma grande pedra.
    Clique nos links abaixo para conhecer e entender a interpretação dos sonhos de Daniel e do rei Nabucodonozor II.
Link para => O sonho de Daniel 

    No que se refere ao Rito Escocês Antigo e Aceito, a mensagem do profeta Daniel pode ser relacionada à fé que o Homem deve depositar em Deus, visto que a história bíblica desse profeta, bem como as suas predições, reforçam a crença em Deus como o Supremo Árbitro dos destinos da Humanidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A ADMINISTRAÇÃO DO CONSISTÓRIO Nº 1 AGRADECE A SUA PARTICIPAÇÃO.